15 de junho é Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. O Paraná registra três casos de violência contra idosos por dia. São os dados da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social do Estado.

A data foi instituída em 2006 por iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU)e da Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa, tem como objetivo criar uma consciência social e política da existência da violência contra a pessoa idosa, e, simultaneamente, disseminar a idéia de não aceitá-la como normal.

Entre janeiro de 2017 e maio de 2018, foram feitas 1.532 denúncias  telefones disque denúncia 181 e disque idoso 0800-410001. Luciana que desenvolve trabalho voluntário e atua na diretoria do Lar Acelino ressalta a importância das pessoas denunciarem a violência contra o idoso. “Se você sabe que tem alguma coisa acontecendo com seu vizinho ou às vezes até na família, mas você como família não pode fazer nada aparentemente, existe um lugar para que se possa recorrer, existe lei para que se defenda e através desses telefones pode se fazer a denúncia”, enfatiza a voluntária

O Levantamento da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social indica que em mais de 98%dos casos, as denúncias são feitas por  vizinhos ou parentes que preferem não se identificar.

Existem vários tipos de violência contra a pessoa idosa, que podem ser física, psicológica, verbal, apropriação de bens e até mesmo abandono. O Estatuto do Idoso que completa 15 anos em 2018 além de garantir os direitos da terceira idade e traz determinações contra as várias formas de violência. Luciana também comenta que a valorização e respeito aos idosos deve existir para além da existência de leis e estatutos. “As leis são feitas justamente porque a moral não tá acontecendo então é preciso dela porque se algo aconteça se tenha alguma coisa a ser feita. A lei é importante, mas ficamos pensando que tem que existir um dia para as pessoas refletirem. É uma pena, porque isso deveria estar de maneira moral, cultural educativa em cada pessoa pelo fato de ser um ser humano”, ressalta.

Só no Brasil existem quase 20 milhões de pessoas idosas. O que representa 11%da população, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE)do censo de 2010.

A valorização da pessoa idosa envolve gratidão e reconhecimento a essas pessoas que além da experiência que carregam, são exemplos de sabedoria.

Toda e qualquer forma de violência deve ser denunciada. Os número são:181 ou disque idoso 0800-410001.