Dois alunos e duas professoras da rede municipal de ensino receberam premiações na última terça-feira (17), na fase palmeirense do concurso cultural Televisando 2017, promovido pela Rede Paranaense de Comunicação (RPC), por meio do Instituto GRPCom. Eles foram vencedores das categorias Ilustração e História em Quadrinhos. Uma professora já havia recebido premiação na fase estadual, no último dia 11.

Na categoria História em Quadrinhos, Ana Luiza Voinarovicz, da Escola Municipal do Campo de Colônia Maciel foi a vencedora. A professora Cristiane Terezinha Riffert foi a orientadora do trabalho. Já na categoria Ilustração, o vencedor foi Deivid Martins Viante, da Escola Municipal Nossa Senhora do Rosário, de Vieiras, orientado pela professora e diretora, Marilene Swiech.

Os estudantes vencedores receberam certificado, troféu e tablet, enquanto os professores orientadores receberam certificado e tablet. As diretoras Erlete de Freitas e Marilene Swiech ainda receberam placas de ‘Escola Premiada’ para seus respectivos estabelecimentos.

As premiações foram acompanhadas pela Secretária Municipal de Educação, Carla Patrícia Marcondes de Albuquerque, pela diretora de Educação, Lucimara Kostrzewicz Candeo, pela Chefe do Pedagógico, Jaqueline Kapp Hartman, e pela coordenadora regional do projeto, Nessyane Santos.

Na quarta-feira (11), durante evento comemorativo ao Dia dos Professores, a professora Letícia Aparecida Evangelista Gielinski foi premiada a nível estadual na categoria Experiência Pedagógica, recebendo certificado, troféu, TV de LED e um bastão de selfie. Letícia é professora do 5º ano da Escola Municipal do Campo Pedro Gross Filho, de Pinheiral de Baixo.

Para a Secretária de Educação, todos os projetos premiados mostram que ensino em Palmeira está sendo desenvolvido com muita qualidade. “Os trabalhos proporcionaram momentos de muita aprendizagem. Foram inúmeras aulas educativas sobre o tema, contações de histórias, palestras, vídeos, rodas de conversa e outras ações que os alunos e professores tiraram bom proveito”, relatou Albuquerque.

Para Hartman, a participação no concurso cultural refletiu em melhorias no aprendizado. “Através dos relatos dos alunos pudemos verificar mudanças significativas nas ações, nos modos de pensar e agir e, principalmente, sobre a importância de se alimentar de forma saudável, que foi o tema trabalhado no Televisando. Tenho certeza que o projeto atingiu os resultados esperados”, concluiu.

Televisando

O concurso cultural Televisando tem o objetivo de valorizar professores, estudantes e secretarias de educação. Todos os anos, o projeto elege um novo tema, que é o ponto de partida para as discussões e reflexões com o uso da mídia em sala de aula.

A proposta temática de 2017 foi “Viver bem, que mal tem”, para incentivar professores e alunos quanto às mudanças de hábitos e conscientizar para uma vida saudável e motivada.

Neste ano, 1937 professores participaram do concurso cultural com seus alunos, o que resultou em mais de 25 mil trabalhos produzidos nas categorias Ilustração e História em Quadrinhos. Também houve um aumento de 8%na participação de professores, impactando mais de 86 mil alunos.