O projeto de lei que prevê a redução da área da Escarpa Devoniana, nos Campos Gerais do Paraná, foi arquivado ontem (31)  na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). O requerimento apresentado pelos autores da proposta foi aprovado por unanimidade.

A proposta, que começou a tramitar em novembro de 2016, estava sendo discutida na Comissão de Ecologia, Meio Ambiente e Proteção aos Animais -considerada o último passo antes da votação em Plenário.

O projeto, de autoria dos deputados Ademar Traiano (PSDB)  e Plauto Miró (DEM), era defendido pela Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep)  sob a justificativa de que traria mais desenvolvimento para a região.

Por outro lado, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Ministério Público (MP-PR)  e a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)  se posicionaram contra a proposta por considerarem um retrocesso ambiental.

Foto:Brunno Covello/ Arquivo Gazeta do Povo