O feriado de Ano Novo foi movimentado para o Corpo de Bombeiros. Foram cinco ocorrências atendidas, sendo um problema clínico, duas quedas de pessoa de mesmo nível, um incêndio e um ferimento por arma fogo, com registro também feito pela Polícia Militar.

Problema Clínico

Uma jovem de 15 anos que estava sentada próximo a um lanchonete na Rua Conceição Esquina com a Rua Coronel Macedo, na segunda (31), às 11h20 veio a ter uma convulsão e foi atendida pelo Corpo de Bombeiros que encaminhou a adolescente ao Pronto Atendimento do Hospital Santa Casa.

Queda de pessoa de mesmo nível

Logo após a virada do ano, às 1h28 uma senhora de 101 anos caiu no interior da residência localizada na Rua Querobina Marcondes de Sá, esquina com a Rua Zequinha de Abreu, na Vila Maria. A mulher foi encaminhada ao Pronto Atendimento para os cuidados necessários.

Outra queda de pessoa de mesmo nível foi registrada pela equipe.  Um homem de 55 anos caiu em via pública na Rua Marçal Baptista Teixeira, bairro da Vila Rosa. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, ele foi encaminhado com ferimentos leves ao Pronto Atendimento do Hospital Santa Casa.

Incêndio

Uma ocorrência de incêndio na Rua Vicente Machado, no Centro às 14h55 de ontem (01)chamou a atenção. Uma caixa d’água próxima a parede que faz divisa com a residência vizinha pegou fogo. De acordo com a equipe uma área de cerca de 6 metros quadrados foi destruída e não foi possível identificar a causa do incêndio.

Ferimento por arma de fogo

O Corpo de Bombeiros esteve ontem (01)  na Rua Johannes Jansen em Witmarsum, às 18h30 para atender um homem de 41 anos, vítima de ferimento por arma de fogo.

O Sargento Gaio da Polícia Militar relatou o caso. “Um policial em seu período de folga, juntamente com sua família, esposa e filhos, estava negociando um trabalho com um pedreiro e um desafeto dele de situações anteriores, envolvendo ocorrências policiais veio cometer ataques contra o PM, com golpes de faca. O policial por várias vezes verbalizou para que as agressões cessassem e entraram em luta corporal, porém o policial não teve êxito em desarmar o homem que estava com a faca e então fez uso de sua arma, alvejando essa pessoa que foi vitimada com dois disparos e encaminhada de imediato ao hospital Santa Casa de Palmeira”.

O PM também informou que a vítima foi atendida pela equipe do doutor Techarles que de imediato pediu a transferência da vítima para o Hospital Regional de Ponta Grossa.

De acordo com a Polícia Militar, será aberto um procedimento administrativo interno para apurar os fatos. “A princípio entende-se pelo delegado da Polícia Civil, doutor Plínio Gomes Filho que foi um ameaça seguida de lesão corporal, um atentado contra a vida do policial que fez jus a legítima defesa e se defendeu da agressão”, finalizou o Sargento Gaio.