A Caixa Econômica Federal suspendeu a oferta de uma das linhas de crédito imobiliário mais baratas do mercado: a chamada pró-cotista, que usa dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e beneficia trabalhadores com carteira assinada.

Mesmo após a injeção de R$ 2,54 bilhões em dinheiro extra no mês passado, o dinheiro acabou novamente e o banco suspendeu novos créditos para compra de imóveis de até R$ 950 mil.

“A Caixa Econômica Federal informa que estão suspensas as contratações de novas operações da linha de crédito pró-cotista – recursos FGTS, em razão do comprometimento total do orçamento disponibilizado pelo Conselho Curador do FGTS para o exercício de 2017”, cita a nota à imprensa divulgada pelo banco federal.

A linha Pró-Cotista pode ser contratada por trabalhadores com pelo menos 36 meses de vínculo com o FGTS. Também é preciso ter saldo na conta do FGTS de pelo menos 10%do valor do imóvel e estar trabalhando. A taxa de juros é de 8,66%ao ano.

Fonte:Agência Brasil.