Os servidores dos Correios estão em greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (12). De acordo com a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), os trabalhadores são contra mudanças no plano de saúde da empresa, que preveem o pagamento das mensalidades pelos funcionários e a retirada de dependentes dos contratos.

O início da greve coincide com o julgamento sobre o plano de saúde dos trabalhadores no Tribunal Superior do Trabalho (TST), também marcado para amanhã (13), referente à última negociação salarial.

Segundo a Fentect, a mobilização nacional da categoria foi aprovada em assembleias dos sindicatos. Entre outras reivindicações, os trabalhadores são contra as alterações no Plano de Cargos, carreiras e salários;a privatização da estatal;a suspensão das férias dos trabalhadores;a extinção do diferencial de mercado e a redução do salário da área administrativa.

O Diretor de Comunicação do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Comunicações Postais, Telegráficas e Similares do Paraná (Sinticom PR), informou que no estado do Paraná, cerca de 70%  das agências estão paradas. Em Palmeira, o atendimento dos Correios segue normalmente.

Oficialmente, a greve da categoria começou domingo (11)  a partir das 22h, para que os funcionários que trabalharam no turno da noite já pudessem aderir ao movimento.

Fotos:Elder Scolimoski