A Secretaria Municipal de Saúde divulgou nesta semana dados sobre as ações realizadas no 2º quadrimestre de 2017 (período entre maio e agosto). O relatório apresenta informações sobre procedimentos clínicos, exames, visitas e atendimentos residenciais, tratamentos odontológicos, procedimentos cirúrgicos e recursos utilizados.

No setor de ações coletivas e individuais em saúde foram 24.165 atividades, que incluem atividades educativas, avaliação antropométrica, consulta, atendimento e visita domiciliar e prática corporal. O trabalho das agentes comunitárias representa 92,7%do número com registro de 22.414 visitas realizadas.

Na área de Saúde Bucal foram 16.964 ações que incluem atividades coletivas de escovação e aplicação de fluor, exames bucais, aplicação de cariostatico e selante. Já na vigilância em saúde foram 1.362 atividades que envolvem inspeções em estabelecimentos, licenciamentos, cadastros e atividades educativas.Também foram registrados 3.277 procedimentos com finalidade diagnóstica que envolvem coletas de materiais e testes rápidos.

O crescimento nos procedimentos clínicos chama atenção com aumento de 87.142 no primeiro quadrimestre para 111.928 no segundo quadrimestre de 2017. O número engloba dados de consultas, atendimentos, acompanhamentos, com destaque para consulta médica com 13.485 registros.

De acordo com a secretária interina de saúde, Rosilene Mattia Calixto, a secretaria vem se organizando de forma a buscar excelência na qualidade dos serviços de saúde e reordenando os processos de trabalho assistenciais, de vigilância e de gestão. “Nosso objetivo é promover a saúde para a qualidade de vida do cidadão palmeirense, implantando, organizando e regulando os serviços, bem como garantindo o acesso universal às ações de promoção, proteção e recuperação a saúde”, destacou.