O período de chuva e as temperaturas elevadas exigem ainda mais atenção no combate ao mosquito da dengue. Jean Carlo das Almas enfermeiro da Vigilância de Saúde de Palmeira reforçou a importância em não deixar água parada, especialmente nessa época do ano. “A água parada em calhas, tampinha de garrafa, em latas, vasos de flores. Tudo isso ajuda com que o mosquito acabe se proliferando”, explicou o enfermeiro.

Jean Carlo também salientou que a luta contra o mosquito Aedes aegypti dize respeito a uma ação conjunta entre a população e Governo Municipal. “Nós temos que pensar não apenas em nossa proteção individual como também na proteção coletiva, de todas as pessoas que vivem no nosso município”, completou.

O enfermeiro explicou como proceder em caso de suspeita de incidência do mosquito ou da larva nas residências. “Primeira questão é fazer a eliminação dos criadouros. Se você eliminar os criadouros não há larva e nem mosquito. Só através da eliminação de criadouros é que poderemos deixar de ser um município infestado. Caso haja algum mosquito que de repente seja suspeito no domicílio e se a pessoa conseguir capturar pode levar até a Vigilância Sanitária  para encaminhar para 3ª Regional para análise”.

A Vigilância Sanitária de Palmeira está localizada na Rua Jesuíno Marcondes, 635. O horário de atendimento é das 8h às 11h30 e das 13 às 17 horas, de segunda a sexta-feira.