Custos com as edições da Expo Palmeira viraram assuntos do Noticiário P-7 desta quarta (24)

Custos com as edições da Expo Palmeira viraram assuntos do Noticiário P-7 desta quarta (24)

Publicado em: 24 abr, 2019 às 19:25

Waldir Joanassi Filho, Secretário de Cultura, Patrimônio Histórico, Turismo e Relações Públicas do município participou do Noticiário P7 da Ipiranga FM nesta quarta-feira (24). Na entrevista ele anunciou que novamente devido à previsão de chuva, o Desfile Cívico Militar e o espetáculo multiartes ‘Bicentenário – a história’ foram adiados.
Ao falar sobre a programação das comemorações dos 200 anos de Palmeira, o Secretário lembrou da Expo Palmeira que acontece nos dias 9,10,11 e 12 de maio. Na ocasião ele contestou o pronunciamento do vereador Denis Sanson feito na Câmara Municipal. “É importante ressaltar a economicidade que temos feito junto com a Expo Palmeira, quando assumimos a Secretaria. A Expo Palmeira custava quase R$ 700 mil reais. Até ontem (23) teve um pronunciamento irresponsável do vereador Denis na Câmara Municipal, que até considerou a possibilidade de um desvio de dinheiro. Queria só lembrar a população que 2013 quando ele era Secretário o valor gasto na Expo foi R$ 649 mil reais. Em 2015 quando ele era secretário foi R$ 513 mil reais e agora ele vai a Câmara dizer que R$ 500 mil é caro?”, disse Joanassi.
Ainda segundo Waldir, na época que Denis Sanson era Secretário de Cultura, o coquetel para abertura da Expo Palmeira custou o valor de R$ 7,5 mil reais.
O vereador entrou em contato com a redação da Ipiranga FM solicitando direito de resposta e também participou ao vivo do Noticiário P7. “Primeiramente gostaria de agradecer a responsabilidade e dedicação de vocês de abrir esse espaço para eu dar uma resposta ao Secretário de Cultura, que há poucos minutos mencionou meu nome”, afirmou Sanson.
Inicialmente Denis contou como funcionava a organização da Expo Palmeira quando ele era Secretário. “O que precisa ser deixado bem claro é que eu era Secretário de Esporte e Cultura e não sei hoje como funciona, mas naquela época era criada uma comissão para colocar em prática os assuntos da Expo Palmeira. E na época quem era o presidente da comissão se não estou enganado era Jaudeth Ramos Hajar. Então essa questão dos gastos que ele comentou que era gasto coquetéis no valor de R$ 7 mil reais tem que ser cobrado do presidente da época, Jaudeth e do prefeito Edir Havrechaki e não de mim. Eu era o Secretário, porém o Secretário não dava palpite e não organizava a Expo Palmeira naquela época”, afirmou o vereador.
Durante sua participação, Denis lembrou que anteriormente o dinheiro arrecadado com os ingressos da Expo eram destinados para o Hospital Santa Casa. “Eu gostaria de lembrar a população que no passado era gasto um valor mais alto, porém as entradas eram francas. E quando eu ainda estava na Secretaria de Cultura, mas não era mérito meu, mas sim da administração e do Prefeito, era cobrado ingresso e repassado para o hospital da Palmeira. Esse hospital que hoje está sofrendo com falta de recursos”, disse Sanson.
O vereador também explicou a razão de sua declaração. “Meu pronunciamento na Câmara foi nesse sentido, de que a Prefeitura está pagando dois shows para uma empresa de fora vir, organizar a Expo, vender bilheteria e ficar com todo lucro da festa”, finalizou Denis.

Foto: Elder Scolimoski

 

Publicidade

Farmácia Santo Antonio