Igrejas católicas permanecem fechadas em Palmeira e Porto Amazonas

Igrejas católicas permanecem fechadas em Palmeira e Porto Amazonas

Publicado em: 28 maio, 2020 às 14:39

A Paróquia Nossa Senhora da Conceição informou nesta quinta-feira (28) que as igrejas católicas de Palmeira e Porto Amazonas permanecem fechadas.
Na última semana resoluções no âmbito estadual e municipal autorizaram a abertura dos templos religiosos seguindo uma série de determinações.
No entanto, principalmente em respeito às pessoas não poderão participar das celebrações, pelo aumento de casos no Paraná e a aplicabilidade das exigências, a decisão foi de manter as celebrações através do Facebook da Paróquia Nossa Senhora da Conceição e Rádio Ipiranga.
O Pároco Padre Joaquim Naves, explicou que a decisão foi tomada em conjunto com demais sacerdotes e administradores de comunidades. “Conversando com o Padre Adriano, Padre Leandro e os nossos administradores, nós achamos por bem no momento não reabrirmos [as igrejas]. Toda a responsabilidade será nossa. Por isso, achamos melhor “aguentarmos um pouquinho mais”, permanecermos e rezarmos em nossas casas. Estamos transmitindo pelo Facebook da Paróquia e da Rádio Ipiranga, então façamos nossa espiritualidade em casa para o bem de todas as pessoas”, explicou Padre Naves.
Confira a nota na íntegra assinada pelo Pároco e Vigários Paroquiais:

“Como é do vosso conhecimento, no dia 22 de maio, a Secretaria de Saúde do Município de Palmeira em consonância com a Secretaria de Saúde do Estado do Paraná, publicou uma resolução que permite o retorno das atividades religiosas em nosso Município. Contudo, conforme a resolução Estadual SESA nº 734|2020, é preciso seguir as normas estabelecidas para reabrir os templos religiosos.
Por meio dos quatro grupos de WhatsApp dos setores, conversamos com os senhores expondo a resolução de forma íntegra, e o quanto seria da responsabilidade de cada um dos administradores (as) e seus respectivos conselhos seguir tais normas e assumir possíveis punições previstas na lei.
Das 48 comunidades, que compõem a Paróquia, 45 administradores (as) partilharam suas opiniões, onde 44 comunidades, por meio de seus representantes legais, avaliaram que mediante as muitas exigências e também ao aumento de casos no Estado do Paraná, é prudente de nossa parte ainda não reabrir as igrejas. Sobretudo por atenção e respeito às pessoas acima de 60 anos aos demais grupos de risco que não poderão participar.
Optamos, portanto, em continuar com as missas transmitidas pela rádio Ipiranga e redes sociais.
Recordamos à todos que “A vida humana é sagrada porque, desde a sua origem, postula a ação criadora de Deus e mantém-se para sempre numa relação especial com o Criador, seu único fim. Só Deus é senhor da vida, desde o seu começo até ao seu termo.” (Catecismo da Igreja Católica §2258)
Contamos com a compreensão de todas as equipes administrativas e de pastorais, para que possamos em paz passar por este momento e em paz resgatar o mais breve possível nossas celebrações.  Pe. Naves, Pe. Adriano, Pe. Leandro.”

Texto: Bruna Camargo
Foto: Arquivo Rádio Ipiranga/Elder Scolimoski

Publicidade

Farmácia Santo Antonio