De acordo com o Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) o câncer do colo de útero é o terceiro tumor mais frequente na população feminina e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil.

O ginecologista Adilson Cordeiro dos Santos ressaltou em entrevista a importância da prevenção da doença.  “A primeira coisa que se tem que ficar ciente em relação ao câncer de colo de útero é que se feio o diagnóstico e tratamento precoce ele tem 100%de cura”.

Dessa forma, o preventivo é um exame disponível nas unidades de saúde de maneira rápida e gratuita. O exame precisa ser realizado por mulher com a vida sexual ativa. “A gente recomenda que depois do início da atividade sexual, depois de três que a mulher comece fazer o preventivo e ela tem que fazer o preventivo todos os anos. Enquanto ela tiver vida sexual ativa ela tem que realizar o exame”, explica o médico.

Ele destaca também a importância de a paciente fazer o preventivo e ir atrás do resultado. “Há estudos mostrando que 40%das mulheres que realizam o preventivo elas não vão pegar o resultado”.

O ginecologista explica a relação entre o HPV e o câncer de colo de útero.“Tem alguns fatores que contribuem para o aparecimento do câncer de colo de útero e o principal deles é o vírus HPV e ele é transmitido através da relação sexual. 99%dos casos de câncer de colo de útero tem o HPV associado”.

Assim, além da realização do exame preventivo, outra forma de combate da doença é a vacina do HPV, disponível nos postos de saúde para meninas de 9 a 13 anos de idade.