Ministério Público Eleitoral pede cassação de diploma do deputado estadual Delegado Francischini

Ministério Público Eleitoral pede cassação de diploma do deputado estadual Delegado Francischini

Publicado em: 8 jan, 2019 às 10:56

O Ministério Público Eleitoral do Paraná (MPE-PR)   pediu ontem (7)   a cassação do diploma do deputado estadual Delegado Francischini (PSL)   pela suspeita de captação e gasto ilícito de recursos durante a campanha em 2018.

Ele foi o deputado estadual mais votado da história do Paraná, com 427.749 votos. Em Palmeira, ele também foi o mais votado, somou 12,81%, totalizando 2.309 votos.

Na representação, assinada pela procuradora-regional eleitoral Eloisa Helena Machado, o Ministério Público Eleitoral afirma que o julgamento das contas da campanha dele, feito pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), constatou graves irregularidades, “se posicionando pela desaprovação das contas do deputado eleito”.

Conforme o Ministério foi verificado na análise das contas de Francischini a existência de gastos de campanha não quitados, entre os quais jantares promovidos em um restaurante de Curitiba, no valor de R$ 74.290.

Em nota publicada no Facebook, o deputado disse que representação é “um verdadeiro abuso de poder” por ele ter denunciado suspeitas de irregularidades graves apontadas por eleitores nas urnas eletrônicas.

Foto: Divulgação

Publicidade

Farmácia Santo Antonio