Para os meses de outubro, novembro e dezembro a Prefeitura Municipal de Palmeira através da Secretaria de Saúde busca aumentar o valor repassado para o Hospital de Caridade de Palmeira – Santa Casa. O projeto de lei com a modificação se encontra na Comissão de Constituição, Legislação, Justiça e Redação composta pelos vereadores Marcos Ribas, Denis Sanson e Arildo Zaleski.

Atualmente o valor é repassado através de dois convênios de subvenção social, um no valor de R$ 168 mil e outro de R$ 393 mil totalizando R$ 561 mil. Assim que o novo projeto de lei for aprovado pelos vereadores o valor total aumentará para R$ 739,5 mil com subvenções de R$ 277,5 mil e R$ 462 mil, um aumento de R$ 178,5 mil (31,8%).

Segundo informações repassadas pelo hospital, os convênios cobrem gastos com alimentos, materiais de saúde, farmácia, papéis, telefone, energia elétrica, água, esgoto, serviços médicos e serviços bancários nos Pronto Atendimento (PA)  e na Maternidade.

De acordo com a secretária de saúde, Fabiani Bach, o aumento na subvenção tem objetivo de arcar com custos de novos serviços prestados à população. “Este valor é parcelado e pago mensalmente para o hospital. A partir do mês de outubro a Santa Casa passa gerir planos obstetrícios e também será disponibilizado profissional farmacêutico 24h realizando a gestão da medicação do PA trazendo, desta forma, uma distribuição racionada de medicamentos com redução de gastos e um maior controle”, destacou a secretária.

Para o prefeito Edir Havrechaki, o objetivo é destinar recursos para custeio de salário de profissionais médicos e anestesistas em regime de sobre-aviso, “evitando sempre que possível as transferências de pacientes para outros municípios. Certamente sabemos que o hospital de caridade é uma excelente ferramenta de serviços complementares para atendimento em saúde e é um dever da nossa administração fornecer o melhor atendimento possível utilizando as estruturas necessárias”, declarou o prefeito.