No município o saldo de empregos formais  fechou negativo. Os dados  são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregado (Caged), que mostram também que o setor da indústria abriu novos postos de trabalho, mas  os setores de serviços, comércio e agropecuária registraram vagas canceladas. O Caged aponta que aconteceram 278 contratações de empregados com carteira assinada e 290 desligamentos. Com isto, o saldo do mês foi de 12 vagas de emprego formal canceladas no município.

Serviços foi o setor que mais fechou vagas de emprego formal em maio. Foram 76 contratações efetivadas e 95 demissões, com 19 vagas, fechadas no mês. Comércio teve 67 admissões com carteira assinada e 75 desligamentos em maio, totalizando saldo negativo de 8 vagas. Em terceiro lugar está a agropecuária, com 18 pessoas contratadas e 21 demissões, tendo assim 3 vagas canceladas.

A indústria foi o setor que registrou saldo positivo no último mês. De acordo com o Caged foram 112 contratações formais e 94 desligamentos, o que indica 18 novas vagas.

Saldo de empregos no Paraná

Em maio, o Paraná registrou o pior saldo de empregos em um mês neste ano. A diferença entre admissões e desligamentos foi de 1.798 postos de trabalho, conforme o Caged, divulgado nesta quarta-feira (20).

O resultado é 24,4%menor do que no mesmo mês de 2017, quando foram criados 2.379 empregos com carteira assinada no estado, segundo o Caged.